Lances Inocentes

Nunca fui um bom enxadrista. Tenho recordações, lampejos rápidos que passam em minha mente, de quando eu era bem pequeno bricando com umas peças de xadrez que meu pai havia comprado. Tenho certeza que, naquela época, ainda não sabia jogar.

Acho que só fui aprender o movimento de cada peça quando eu tinha uns 10 anos de idade e só comecei a jogar sabendo mais ou menos o que eu estava fazendo quando tinha uns 14.

Sempre tive uma certa atração por esse jogo e, para mim, ele exala uma energia enigmática, quase mágica, que me transporta para tempos antigos. O jogador se torna o general de seu exército e deve criar táticas e estrategias para conseguir derrotar o tropa inimiga. Existe algo mais emocionante que isso?

Para se ter um nível razoável no xadrez é necessário estudar e praticar bastante. É por meio da repetição de jogadas que você passa a adquirir intuição no jogo, o que faz você preferir um movimento em detrimento de outro.

O xadrez, assim como a música, é uma das formas de se perceber que uma criança é superdotada. O vídeo acima mostra um trecho do filme “Lances Inocentes” que é baseado na história de Bobby Fisher, um dos grandes mestres mundiais de xadrez que começou a sua vida enxadrística bem cedo.

Bobby ficou famoso não apenas por ter sido um campeão mundial de xadrez, mas, também, por ter sido um Americano que desbancou a hegemonia da antiga União Soviética no xadrez em plena Guerra Fria.

Com isso dá para se concluir que o xadrez vai muito mais além de um tabuleiro dividido em 64 quadrados. Xadrez é jogo, arte e, sem dúvida, muita história.

Siga-me no Twitter @raulfm.

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: